• Malu Simões

Os pré-requisitos que me “pré”destinaram ao acaso. MAKTUB!


Em algumas culturas e religiões se fala que a vida de cada pessoa já estava escrita antes mesmo dela nascer. Independente de crença, eu honestamente gosto de pensar assim e imaginar que seja qual for o percurso, o destino é aquele e não vai mudar por intervenção do acaso ou dos acontecimentos. Maktub!


Seguindo essa linha de raciocínio, fico refletindo sobre como nós mulheres gostamos de tentar controlar tudo, inclusive os imprevistos. Nós não esperamos a vida surpreender e receber o que ela quer nos presentear, de bom agrado. Nós, intuitivamente, fazemos por escrito, com folha e caneta o nosso próprio destino (ou pelo menos sonhamos assim).


É em um diário, com os primeiros pensamentos soltos, que revelamos nossos mais íntimos desejos. Pior: é ali que começamos a desenhar uma lista de pré-requisitos para o que queremos – e que eles sejam preenchidos corretamente, cronologicamente, para que possa ser visto como uma possibilidade.


Na nossa cabeça, a gente monta um homem, um pretendente, como quem vai na sorveteria customizar sua cestinha de sabores. Uma bola de chocolate, uma de pistache, uma de doce de leite, cobertura de chocolate, calda de cereja, farofa de castanha de caju e um canudo de waffle para dar um “up” na composição. É assim que a gente “procura” um parceiro.

Primeiro, ele tem que ser uns três ou quatro anos mais velho. Não pode ser divorciado ou ter filhos e tomara que tenha uma família estruturada. Que seja independente financeiramente, que sonhe alto, que queira viajar para fora do país umas três vezes por ano. Que seja engraçado, bonito, pouco ciumento e animado para me acompanhar em todos os compromissos sociais. Que tenha bom hálito, unhas cortadas, não seja muito alto e nem muito baixo e, se tudo ajudar, ainda vem bonito e charmoso. Claro, que se tiver uma pitadinha de deboche, sarcasmo embutido e um futuro profissional brilhante, vai ser ótimo. Fidelidade e caráter também estão na lista, sem contar que precisa ser perfumado e pouco baladeiro.


Ufa! Muitos ingredientes para uma única poção mágica que tende a ser perfeita. Mas caso ele não preencha UMA dessas exigências, está fora do jogo. Mesmo que venha com outros atributos ou que desdenhe de alguns que você julga ser importante (mas que na verdade não são), está descartado.


Durante muitos anos essa minha listinha estava guardada na minha carteira. A cada novo encontro, eu conferia o que faltava e o que sobrava. A verdade é que nenhum gabaritou na prova e nem vai. Essa é uma viagem que a gente alimenta e que nos impede de avaliar as “casualidades” da vida.


Estamos sempre em treinamento para conhecer o homem da nossa vida, mas nunca prontas para aceitar os encaixes que o futuro nos reserva. Essa é a parte que faz a gente perder tempo, amores e dissabores. Como desapegar daquilo que eu mesma criei na minha cabeça?


A gente entra num processo de birra, como uma criança, que faz escândalo porque não ganhou o presente que esperava. A gente faz birra pra insistir naquela pessoa que parece ser a perfeita e faz birra pra esquecer aquele que um pouco se parece com a cestinha perfeita de sorvete. O percurso correto, agora parece sinuoso. Nada se encaixa, nada segue o rumo como deveria ser.


O caminho é desestimulante, eu sei. Mas a verdade é que ninguém cresce com a responsabilidade de preencher um formulário que o outro produziu. Ninguém é a peça do quebra cabeça de ninguém. Somos inteiros, somos o gabarito da nossa própria prova. Somos a expectativa e a frustração de nós mesmo, daquilo que nós esperamos pra gente.


Somos a pré-existência do nosso pré-amor ideal. Somos o começo e o recomeço de nós mesmos. Somos todos descoberta de nenhum pré-requisito suficiente. Jogue sua lista fora, assim como todas as suas crenças. Seja o agora e o acaso. Permita-se.

IMG_6128_edited.jpg

Conheça a autora

A espontaneidade sempre foi seu guia e a ideia de mostrar grandes comunicadores em papeis mais soltos foi seu maior diferencial durante a trajetória como repórter de tv. Ao lado de grandes apresentadores, Malu Simões teve a oportunidade de mostrar sua irreverência e construir conteúdos diferentes para as mídias digitais.

 

 

Leia mais

 

© 2023 by Going Places. Proudly created with Wix.com

Escreva pra mim :)
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now