• Malu Simões

Cinco passos para você criar novos hábitos e melhorar sua autoestima



A proposta do blog Malu de 30 sempre foi trazer assuntos reais e corriqueiros na vida das Balzaquianas. A busca pela satisfação no trabalho, desempenhar funções que sempre desejou, ter sucesso na vida pessoal e visualizar uma jornada completamente satisfatória. Claro que nessa bagagem vem todos os nossos deslizes, nossas falhas e erros que são tão importantes e fundamentais quanto os acertos.

Nossas experiências pessoais fazem parte dessa construção de personalidade e são elas que nos mostram exatamente aquilo que cabe e o que não cabe para você, mesmo que seja fora de um padrão estipulado e que agora começa a ser desconstruído. Fazer parte de um pacote pronto é tão “fora de moda”. Está em alta ser único, ter uma identidade personalizada e ser você, do jeito que você é: com características boas e passível de altos e baixos. Esse sempre foi o “normal” - que não é novo, é o que sempre deveria ser. A melhor forma de estar com a autoestima equilibrada é, de fato, se aceitar. Uma vez que você aceita quem você é, do jeito que é, você começa a promover uma busca cheia de metas atingíveis, alcançáveis e não aquilo que é irreal para a sua realidade. Mas é claro que existem gatilhos e ferramentas mentais que podem nos ajudar nesse caminho. Para isso, minha amiga Karina Moreira, Coach e Especialista em Bem-Estar, Felicidade e Desenvolvimento Humano, me ajudou a criar 5 passos para potencializar nossa autoestima e estimular uma melhor qualidade de vida. São eles: Passo 1: Primeira coisa que tem que parar pra pensar é se você está sendo você mesmo no dia a dia, nos pensamentos, em tudo o que faz. Muitas vezes, com a correria, a gente vai se desconectando da gente mesmo e aí começa a fazer o que o outro acha legal, o que está na moda. Você deixa de lado o que você gosta realmente de fazer, quem é você, quais são os seus valores. Isso influencia muito na autoestima porque quando percebe você está vivendo uma vida que não é sua. É dessa forma que você fica insegura, com a confiança em baixa. Se reconectar é a resposta. Talvez a quarentena até tenha trazido isso de volta e você conseguiu entrar em contato com seus propósitos. Passo 2: Também é importante pensar tudo o que você gosta de fazer, por exemplo, algum hobby que você nem lembra mais, mas que no fundo importa para a sua autoconfiança e para melhorar a qualidade de vida. Retome e o coloque em prática. Passo 3: Pensar o que você faz de muito bom e potencializar isso ao invés de focar no que você precisa melhorar. Cada vez que você concentra as energias naquilo que você faz de melhor, você fica mais estimulada para cuidar do que você não tem tanta habilidade. É exatamente como no esporte: o treinador pratica com o goleiro a melhor forma de defender as jogadas e não o força a ficar fazendo gol, que não está dentro da função dele e do que ele faz de melhor - que é segurar a bola e não jogar para longe. É isso que devemos fazer com a gente e com certeza vai melhorar a autoestima. Passo 4: Criar uma régua de evolução. O ser humano tem mania de se comparar com o outro e isso só diminui a autoestima, então você tem que pensar como está hoje e como quer ficar – e o que vai fazer pra ficar do jeito que quer. Dessa maneira, você cria uma régua de conduta para melhorar esses pontos. Você pode até seguir pessoas que te inspiram, que sejam modelos inspiradores, mas que não causam uma ansiedade de comparação e frustração. Passo 5: Preste atenção nas pessoas que estão à sua volta. Alguns estudiosos afirmam que somos o resultado das pessoas que convivemos. Se você parar pra pensar, o ser humano copia comportamentos e repete hábitos. Repare com quem você conversa, com quem você troca conhecimentos, que tipo de conteúdo você anda consumindo por aí, porque isso também influencia na autoestima. Se você está rodeado de gente que mina sua energia, que não te coloca para cima, fica cada vez mais difícil promover uma “auto-resconstrução”. Então, comece a observar quem está ao seu lado.

IMG_6128_edited.jpg

Conheça a autora

A espontaneidade sempre foi seu guia e a ideia de mostrar grandes comunicadores em papeis mais soltos foi seu maior diferencial durante a trajetória como repórter de tv. Ao lado de grandes apresentadores, Malu Simões teve a oportunidade de mostrar sua irreverência e construir conteúdos diferentes para as mídias digitais.

 

 

Leia mais

 

© 2023 by Going Places. Proudly created with Wix.com

Escreva pra mim :)
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now